Translation language

Total de visualizações de página

Follow by Email

sábado, 3 de abril de 2010

Voz interior


Ouço uma voz, vinda de algum lugar,
Não me diz quem é e nem o que fará,
Me questionando de quantos "eus" sou feita,
Respondo-lhe que de matéria humana e imperfeita,
Por vezes será única,mas por vezes em outra se muda,
E a voz continua, me questionando sobre meus defeitos,
Invadindo espaços que são meus por direito,
E não sei como a fazer calar,
Pois se esconde em todo lugar,
Dizendo-me que devo ter coragem,
Ou as vezes que o erro não é uma vantagem,
Me diz quando abrir os olhos ou fechar,
Quando devo estar aqui ou em outra parte,
Sussurrando sempre ao meu ouvido,
Como que livrando-me do perigo,
E eu a ouço sem saber porque motivo,
Se não a vejo ou posso tocar,
Invadindo meus espaços, estando em meu lugar,
Indagando-me sobre meu real valor,
E sigo tentando entender qual é o verdadeiro papel, de minha voz interior.

Raquel Luiza da Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário