Translation language

Total de visualizações de página

Follow by Email

segunda-feira, 12 de abril de 2010

Imenso céu.


Pensei que tivesse asas,
Tocando a imensidão de um céu que não era meu,
Almejando um espaço que a mim não pertencia,
Tentando afastar horas e horas de melancolia,
Voei, nessa terra de desconhecidos planos,
De sons indecifráveis,
Relutante entre o divino e o humano.
E a sabedoria de tantos anos abandonei em algum canto,
Querendo apenas sentir, sentir...
Esse doce sonho imaginado antes de o sono vir,
E aos poucos minhas asas foram desaparecendo...
Como feitas de fumaça ou vento,
E caí na realidade,
Abrindo os olhos com reflexos de medo,
Medo de descobrir que não era de verdade,
E o céu continuava alí,
Na grandiosidade de meu tormento,
Mostrando que o coração é assim,
Imenso céu,de sentimentos sem fim.

Raquel Luiza da Silva


Ao Vi,sem complicações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário