Translation language

Total de visualizações de página

Follow by Email

quinta-feira, 8 de abril de 2010

Voz da liberdade.


Quero muito de mim nesse país, nessa terra,
Na imensidão de fragmentos que em algum peito se encerra,
Na clareza da paz que se almeja,
Sem ter medo de levá-la onde quer que seja,
Quero muito de mim oculto nas palavras,
No que eternizo no papel ou o que se vai nas falas,
Abrindo o oculto a olhos aprendizes,
Do que se guarda ou do que se vive,
Quero muito de mim no sorriso aberto,
De quem nem sabe por que o abre ao certo,
Deixando se levar sem medos,
Gritando ao mundo seus belos segredos,
Quero muito de mim em toda parte,
Invadindo, sem criar alarde,
Tocando de várias formas a humanidade,
Quero poder ouvir a minha canção,
E os povos acreditando em minhas verdades,
E se abrindo á mim, doce e plena Liberdade.

Raquel Luiza da Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário