Translation language

Total de visualizações de página

Follow by Email

segunda-feira, 29 de março de 2010

Por favor, feche a janela.


Por favor, feche a janela,
Antes que a luz da lua me cegue,
De alguma forma ela me perturba com seu brilho,
Diz-me com sua muda voz que alguém la fora a namora,
E esse alguém já a mim pertenceu,
Chamava-me de sua Julieta e dizia ser meu eterno Romeu.
O tempo se tornou algoz de nossos sentimentos,
Fomos nos tornando comuns um para o outro,
E não notamos que o amor se ia aos poucos,
Quando demos por nós já era fim,
Ele se foi e eu fiquei aqui,
Por favor, feche a janela,
Essa clara luz me desespera,
E me faz relembrar doces momentos,
Que se encobriram com a poeira do tempo,
Lua cruel, porque não poderia ser eternamente de mel?
Prefiro que fechem a janela,
Para que não zombe de mim com sua doçura bela,
Em algum lugar alguém a namora,
Alguém que eu deixei que fosse embora,
Abriu a porta e não mais voltou,
Era uma noite de lua,
Tão clara e bela quanto essa que aos meus olhos cega.

Raquel Luiza da Silva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário