Translation language

Total de visualizações de página

Follow by Email

terça-feira, 2 de março de 2010

Não acordes agora


Fala-me ao ouvido, deixe-me ouvir-te,
Não perturbes os meus sentimentos com teus medos,
Deixe-me adormecer em teus braços, deixe-me ouvir teu coração...
Para que seja a única canção a tocar nesse momento de pureza e paixão.

Não pedir-te-ei um beijo, não forçarei o que sentes...
Apenas deixarei acontecer, para não assustar-te...
Deixarei que o próprio amor se encarregue de unir teus lábios aos meus...
E me deixar livre para tocar os teus.

Não abra os olhos agora, aprecie, apenas aprecie...
Ouça, apenas, ouça a canção que vem de dentro...
Que fala de luar, mar, amar...
E assim te perderás na imensidão do meu eu e te encontrarás em mim
No sentimento desse instante momento.

Deixe, apenas, deixe, que o meu calor te envolva...
Sinta a minha pele a desejar a tua, ardendo em prazer..
Tal como o sol do meio dia
E apenas sinta o mundo a gritar em cada toque,
Em cada retoque.

Não acordes agora, não deixes passar por nós o que sentimos,
Completamos-nos, somos um, coração, corpo, alma...
Fomos feitos para sermos um, único ser em sua plenitude e imensidão.
Não, não acordes agora para não matar a magia que se concentra nesse momento único de poesia.

RAQUEL LUIZA DA SILVA

Nenhum comentário:

Postar um comentário