Translation language

Total de visualizações de página

Follow by Email

terça-feira, 30 de março de 2010

Felicidade.


Uma vez me perguntei onde se escondia a felicidade,
Se tinha formas ou se era ela apenas uma mera inverdade,
Talvez pudesse ser uma arte oculta de algum artista sem culpa,
Ou ainda um segredo da tão alta realeza,
Não sabia se estava na terra ou em alguma parte do mar,
Se era preciso estar parada ou muito andar,
Só sei que era uma incógnita ou tese sem explicação,
Uma coisa que não sabia se era real ou não,
Guardada talvez estivesse por fiéis guardiões
Em algum lugar inalcançável pela imaginação,
No plano terreno ou não,
De alguma forma eu a precisava encontrar,
Prendê-la para sempre, sei lá
Em algum lugarzinho em que ela me servisse sempre,
Ou eternamente,
Era só uma questão de tempo,
Esperando que ela viesse ao som do vento,
Cantada em alguma canção,
Ou bem escondidinha a tocar o coração,
Mas como estava difícil encontrar a tal felicidade...
Tão invisível e imperceptível,
Confesso que já começava a desistir,
A sorte não me parecia sorrir,
Quando do nada comecei a perguntar:
A felicidade me encontra ou eu que a devo procurar?
Então parei cheia de desânimo, sem nada esperar
E qual não foi minha surpresa ao descobrir que a felicidade estava em todo lugar.

Raquel Luiza da Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário