Translation language

Total de visualizações de página

Follow by Email

domingo, 7 de março de 2010

Mulher.


Aprendi á me olhar no espelho,
Ver a perfeição em meio há tantos defeitos,
Aprendi á sonhar quando tentaram me fazer parar,
Aprendi á me calar quando necessário,
E não ter medo de falar, mesmo enfrentando calvários,
Aprendi á ter asas,
Viajar para além das paredes de minha casa,
Perdi o medo de lutar por meus direitos,
Exigir com firmeza que me tenham respeito,
Aprendi á ter olhar firme,
Não ser mais vítima de tantos crimes,
Descobri que tenho forças,
Mesmo sendo idosa, menina, moça...
Tenho voz,
Voz para exprimir o que penso, o que sinto,
Ao ar livre ou em algum recinto.
Descobri que tenho mãos para me tornar o que quero,
Inteligência para externar minha essência,
E sabedoria para construir uma história de vida.
Aprendi á ter força para dizer não quando não concordo,
À aceitar as coisas quando se é necessário e não impostas,
Deixei de estar sempre atrás da porta,
Meu lugar é aqui,ali, em toda parte.
Porque me descobri,
Ser mulher não é ser complemento,
Mas sim parte essencial de uma sociedade.

Raquel Luiza da Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário