Translation language

Total de visualizações de página

Follow by Email

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

À um homem de luz.


Ao erguer a mão afastava a dor,

De seu sorriso tímido emanava amor,

Seus conselhos nos ensinava á viver,

O que torna impossivel alguém assim esquecer,

É a lembrança que ficará,

Viva na pele da alma,

Nas palavras que ensinavam que só Deus salva,

Na calma do andar,

Na paciência ao falar,

È meu caro "vô"...

A eternidade será nosso encontro,

Num ponto não muito distante,

Num pedacinho chamado céu,

Que imaginamos ter a beleza do paraíso e a doçura do mel,

E então sei que verei novamente aquele sorriso,

Sorriso de pai amigo,

Foram tantas palavras que ficaram por dizer,

Atos por realizar,

É a saudade de forma sutil á vida selar,

E fica um vazio,

Porém sua presença ainda persiste,

Com uma forte luz que á tudo resiste,

O caminho é o mesmo,

Os passos em sequencia firme, de quem ainda espera,

Espera a sequencia de sois nessa vida,

Vida...De chegadas e partidas.


In memorian querido vô Geraldo Biana



Raquel Luiza da Silva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário