Translation language

Total de visualizações de página

Follow by Email

sábado, 10 de outubro de 2009

Imitando um certo... Chaplin.


Bom...Não era eu lá um poeta e pensador digno de honras e glórias, mas de minha máquina de escrever retirava palavras que faziam as moças suspirarem e ás vezes serviam de valia á algum moço apaixonado que queria impressionar sua garota.

Tinha eu um certo traquejo para aquele ofício, porém nada me rendia, a não ser um muito obrigado ou um beijo estralado no rosto que não me pagava as contas no final do mês.Por conta disso arranjei uma bengala e um chapéu, se Chaplin conseguiu, porque eu não haveria?

Pois bem, usando a imagem do grande pensador e o meu dom, conquistei alguns vários corações e fui invejado por alguns mancebos, mas...Nada que pagasse minhas contas no final do mês.

Como Chaplin conseguiu?



Raquel Luiza da Silva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário