Translation language

Total de visualizações de página

Follow by Email

domingo, 18 de outubro de 2009

Da necessidade de se estar junto.


"Então o Senhor mandou ao homem um profundo sono; e enquanto ele dormia, tomou-lhe uma costela e fechou com carne seu lugar;ela se chamará mulher e levou-a para junto do homem."(Gênese cap2_versic21)


Desde a criação do mundo há uma real necessidade de se estar com alguém, ou seja, de ter-se ao lado alguém para compartilhar dores e tristezas, mas também alegrias e momentos de prazer.

Mas assim como a necessidade de estar acompanhado, há tempos se deixaram de lado o conceito de família, a intenção da únião entre Adão e Eva, o primeiro casal humano da terra era essa, estarem juntos, se apoiarem e se multiplicarem, levarem adiante não apenas a necessidade um do outro, mas também a coragem de estarem se doando mutuamente.

Ao longo dos anos desprendeu-se o sentindo de se estar junto, lado á lado, as mulheres para conseguirem seguir como os homens se embrenharam em lutas em busca de seus direitos, para serem vistas como carne da carne, não algo inferior, tendo a mesma coragem e ousadia.

Quanto a família, hoje se é mais difícil manter uma, já que temos o perfil da sociedade liberal e moderna, onde tudo é permitido, por isso não é ousado dizer que talvez Adão e Eva se davam tão bem pelo fato de que não havia concorrência, já hoje, temos relacionamentos desgastados, filhos problemáticos e um bando de infiéis desfrutando dos prazeres extra-conjugais, efeito da modernidade que desprende o homem e a mulher do que era aspiração de Deus, e nosso Éden se resume á um emaranhado de palavras presas nas escrituras e que muitas vezes queremos entender como nos apetece.

E o amor?

Vale lembrar da velha história do casal de namorados a observar a lua, então a mocinha pergunta ao amado:

_Querido, porque a lua se escondeu?

E ele não menos apaixonado responde:

_Oh minha querida!a A pobre lua ficou enciumada de ver tanta beleza em você que se envergonhou e preferiu se esconder.

Os anos se passam e o casal já unido em matrimônio volta ao mesmo lugar, talvez com o intúito de tentar reacender o amor que sentiam e já andava em decadência e a agora a ja então senhora pergunta ao então senhor seu esposo.

_Querido, porque a lua se escondeu?

E ele impaciente a ler o jornal dispara:

_Está cega ou é mesmo burra?Não vê que vai chover?

A convivência tem dessas coisas, os anos ao tornar as pessoas mais íntimas também as tornam insensatas, imaginando que a prepcupação e o carinho de outrora já são dispensáveis, pois moram sob um mesmo teto, o que devia ser o contrário.

Não que o amor esteja instinto, existem casais que ainda o vive com o frescor da juventude, colhendo á cada dia o fruto de se sentirem especiais um para o outro ao invés de serem apenas intimos.

Qual a fórmula da felicidades conjugal?

Não existe fórmula pronta para nada em se tratando de convivência, nada que se possa comprar ou fabricar, então basta entender que a pessoa que vive ao lado, não é apenas um vizinho(a) de labuta ou animador nos momentos ruins, é alguém que como você precisa dos mesmos cuidados e do mesmo carinho que você necessita para ser feliz.

Casamento não é apenas uma forma prática de se dividir as contas e os problemas, foi a melhor forma pensada por Deus de dizer:"Não é bom que o homem esteja só, vou dar-lhe uma ajuda que lhe seja adequada"(Gênese cap2-versic18), e assim uniu dois seres diferentes para se tornarem um só e sobre tudo se respeitarem em suas diferenças, criando um lar harmonioso e próspero, se assim o for o risco do divórcio é algo que passará longe.

Cabe a cada um descobrir o que vai ao seu coração, o que vai no do outro(a) é algo impossível, por isso, conquistar á cada dia quem está a seu lado é uma maneira de provar á essa pessoa a grande importância que ela tem em sua vida, (porém, nunca crie dependência de um sentimento, ou de uma pessoa), é a forma mais correta de ter esse alguém com você e mantêlo(a) livre para ser quem é, claro, dentro das linhas que os une e da necessidade que se tem de ser independente, porque casamento não é rédea ou laço, é o amor que sentiu a necessidade de ter um lugar certo e uma hora exata para se alojar.

Pense nisso, nas grandes possibilidades que se tem para se dar a chance de ser feliz e fazer quem está ao seu lado também, porque se viver só fosse a necessidade do ser humano Deus não haveria de se preocupar em criar para o primeiro homem uma companhia, porém só se una á alguém quando tiver certeza que viver só não é o que vai ao seu coração, para mais tarde não usar a falsa desculpa que o amor se acabou, porque ele nunca se acaba, apenas se esconde na esperança de ser reavivado quando dois corações se sentem impotentes diante de manterem viva a chama que um dia os uniu.


Raquel Luiza da Silva.



Nenhum comentário:

Postar um comentário