Translation language

Total de visualizações de página

Follow by Email

quarta-feira, 2 de junho de 2010

Palavras que falam.


Que me calem a voz,
Mas não me ceguem as palavras,
A visão que refletem elas me vem da alma,
São ditas pelos sentimentos meus,
Na alvura do entendimento ou da ignorância o breu,
Cobertas de razão, ou impregnadas de paixão,
Falando da vida e da morte,
Espalhadas por ai a toda sorte,
Perdidas ou encontradas,
São pérolas ou simplesmente palavras.
Nascendo e morrendo,
Voam a meu contento,
Ou talvez sejam livres,
Na imaginação em que vivem,
Que me calem a voz,
Mas não me ceguem as palavras,
Pois em face do silêncio elas por mim falam.

Raquel Luiza da Silva.

Um comentário: