Translation language

Total de visualizações de página

Follow by Email

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Nua.



Não tenho noção de que dia é hoje,
Não tenho agendas, calendários, nem relicários,
Preferi esquecer,deixar de entender,
Se hoje é um dia especial, me cheira como um normal,
Tantas coisas resolvi deixar ao acaso,
Calculadoras, dinheiro, dicionários...
Vou andar vestida com minha pele,
Negra, reluzente, aos olhos da estarrecida gente,
Nos pés apenas a liberdade de ir e vir,
Tantas coisas eu quis que fossem assim,
Abrir e fechar portas e janelas, sem sequer passar por elas,
Observar esse mundo do alto de algum lugar,
Como se estivesse cá,
E andar assim, sem ter caminho certo para seguir,
Vestida com essa pele de tantos sois,
Na imensidão de tantos lençóis,
Cobrindo a nudez da alma insólita,
Na intensidade de uma vida que desabrocha.

Raquel Luiza da Silva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário