Translation language

Total de visualizações de página

Follow by Email

sábado, 15 de maio de 2010

Doce Flor.



Uma vitória humanamente impossível,
Onde a força conseguida pelas armas se rendeu ao invisivel,
Em Lepanto Ela se ergueu antes que seus filhos caissem,
Após a visão concreta do Sumo Pontífice,
E sobre as águas a andar,
Nos braços dos sofridos negros se deixou levar,
E em meio as suas canções quis ficar,
Mãe do povo sofrido,
Do povo branco,
Do povo negro,
A nenhuma raça fechou seus ouvidos,
Em oração pedindo a Deus pelos filhos seus,
Filhos de longe,
Filhos de cá,
Nas histórias e nas lendas de quem contar,
Mas viva fortemente na fé de tantos corações,
Erguendo se como em Lepanto do humano o imaginário,
Doce Flor do céu,
Mãe dos brancos,
Mãe dos pretos,
Virgem Santa do Rosário.

Raquel Luiza da Silva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário