Translation language

Total de visualizações de página

Follow by Email

segunda-feira, 31 de maio de 2010

Anjos.


Guardemos nossas asas,
O tempo de revolta já passou,
Caímos de tantos céus,
Perdendo nossas auréolas angelicais,
Pousados nessa terra,
Vislumbrando o abismo que se abre ante nossos pés,
Somos anjos,
Somos iguais,
Abraçando a sorte sem temor,
E tantas lutas apenas guardadas na memória,
Nos lembraremos do derradeiro dia?
Do clarão que nos trouxe até aqui,
Guardemos nossas asas,
Somos anjos,
Somos iguais,
Caminhando lado a lado,
Cortando caminhos,
Com os pés no chão de poeira solta,
No radicalismo das Eras,
De tantos combatentes que se lançaram a luta,
De anjos revoltosos e com ideais,
Guardemos nossas asas,
O tempo de revolta já passou,
E já nos esquecemos de onde viemos,
Perdendo por ai as verdades de nossos céus,
Mas ainda somos anjos,
Somos iguais.

Raquel Luiza da Silva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário