Translation language

Total de visualizações de página

Follow by Email

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Versos de vento.




Faço versos de vento em outonos cinzentos,
Embriagados de um fulgor harmônico,
Modelados pela mente que não dorme,
Regidos pelas mãos de uma alma incessante,
E as notas?
Ah...As notas...
São composições de um coração entre mundos de sentimentos inconstantes,
E os versos são de outonos,
São de vento,
São cinzentos.
Nascidos do toque,
Suave toque,
De tudo que me absorve,
Desse tempo,
Que me leva,
Que me traz,
Que foge,
Contido em palavras,
Gritantes,
Caladas,
De mim,
De tudo,
De nada...

Raquel Luiza da Silva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário