Translation language

Total de visualizações de página

Follow by Email

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Tempo de vento.






Eu era feita de vento,
Na amplidão de um tempo de rocha,
Corria uivante por entre as frestas,
Como se nada fosse real,
Como se o ser intocável que era eu, fosse indestrutível...
Mas um dia descobri que na verdade o tempo era feito de vento,
Que na verdade era eu quem era feita de rocha,
Rocha que desfazia-se á cada toque do vento,
Vento que passeava por entre minhas frestas...E a cada toque levava um pouco de mim...
Não me desfazia totalmente, por ter a firmeza e a consistência da rocha que era eu...
E na verdade o vento apenas espalhava-me por essa terra,
Como pó da criação,
Mas feita de rocha dançante com o vento.
E a música de sabedoria entoada a cada passagem sua, me era doce,
Por vezes feita de nostalgia,
Por vezes desafiadora,
E o que ainda sei é que o tempo continua a ser de vento,
E eu...


Raquel Luiza da Silva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário