Translation language

Total de visualizações de página

Follow by Email

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Intenso.


Por vezes preciso de um amor,
Um amor que me ouça quando meu silêncio for profundo,
Que me tome nos braços quando o cansaço for visível em minha face,
Um amor que por vezes enfade-se de meu jeito estranho,
Que me beije o sorriso quando me for oculta a dor,
Por vezes preciso de um amor...
Que admire-se com o por do sol,
Que seja meu sol...
...A observar o por da juventude em mim...
Por vezes...
Eu espero,
Aquele amor,
Cheio de travessuras,
Tão doce e pequeno em seu gigantesco significado,
...Preciso de um amor,
Que divida-se para me completar,
Tão amor,
Tão necessário...
Abrindo-se em mim como aquela flor que ontem brotou no jardim,
E beije-me como um beija-flor sedento,
Por vezes preciso de um amor...
Que perca-se ao meu encontro,
Que seja um pouco de mim sem nenhuma semelhança,
Preciso por vezes...
Encontrar-me em um amor tão preciso e certeiro,
Que seja de fato um amor,
E que ele seja o que eu jamais senti,
Doce e intenso...
Tão necessário quanto o que eu imaginava...
Apenas meu amor...

Raquel Luiza da Silva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário