Translation language

Total de visualizações de página

Follow by Email

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Vamos embora.




Vamos embora,
Dessa terra já não brota mais as sementes que lançamos,
Os frutos já pesam envelhecidos nos galhos,
Não há mais motivos para continuarmos,
Vamos embora,
Essa pátria outrora mãe, desgarra-nos de seus seios,
Dá-nos por alimento o amargo de seu âmago,
Não nos alimenta mais como filhos,
Despede-nos de mãos vazias como indigentes,
Partamos antes que a lembrança nos assalte e a pobreza venha bater em nossa porta,
Antes que choremos de saudade,
Vamos embora,
O mundo com sua boca escancarada nos aguarda,
Oferece-nos a oportunidade de sermos gente novamente,
Dá-nos seu peito duvidoso e farto de mãe de todos,
De mãe de tantos,
Partamos antes que a lágrima venha a cegar-nos,
Antes que os belos momentos passem pelos nossos olhos como um filme há muito passado,
Vamos embora,
Findou-se nosso tempo nessa terra,
Digamos adeus e partamos sem olhar para trás,
Partamos em busca do que a mãe terra nos negou,
Encontremos outro ventre para abrigarmos nossos sonhos e lançarmos nossas sementes,
Não percamos mais tempo...
Vamos embora...

Raquel Luiza da Silva,

Nenhum comentário:

Postar um comentário