Translation language

Total de visualizações de página

Follow by Email

domingo, 24 de janeiro de 2010

Cântico do filho pródigo.




Abre seus braços e me chama de volta, eu dissera adeus, gastei meus bens, joguei fora teus ensinamentos, para mim naquele momento só o mundo me bastava e eu o segui, sai de casa e não quis te ouvir.

Lancei fora meu coração, me entreguei aos desejos, não vi nada além de mim, e Tu?
Tu estavas ali no mesmo lugar, esperando meu regresso enfim.

Perdi meus bens, meu bem, amigos, fui jogado aos leões da minha miséria, me tornei maltrapilho, imundo, sem mundo, ai me lembrei de ti novamente.

Quero voltar meu Pai, me abras os braços, me abra o coração, quero compartilhar novamente meu lar com meus irmãos e dizer que nada o que vivi contigo foi em vão.

E para minha surpresa lá estavas Tu, me sorrindo, tinha lágrimas nos olhos e me chamou de filho, a festa pelo meu regresso foi grandiosa e eu entendi que não existe vida fora de Ti.


Por isso voltei, para te amar, para te louvar e lavando meus pecados em seu santo sangue, santo sangue que me purificou e eu digo que nova criatura hoje sou.


RAQUEL LUIZA DA SILVA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário