Translation language

Total de visualizações de página

Follow by Email

quinta-feira, 10 de maio de 2012

Puritana.


Não tenho segredos,
Talvez alguns medos...
Corre em minhas veias histórias não contadas,
Algumas lágrimas perderam-se nos traços de meu rosto,
Parei algumas vezes para descansar e perdi precioso tempo,
Corri várias vezes e perdi ocioso tempo...
Entre algumas palavras e algumas notas compus minha liberdade...
Tracei caminhos por entre a lama e o ouro,
Por entre o que é palpável e o vento,
E aqui estou,
E sou o que restou...
Todo tempo da criação de Deus,
Todo tempo da criação humana,
A razão infinita do inexplicável,
O que não se pode decifrar,
E sou o que restou...
E aqui estou...

Raquel Luiza da Silva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário