Translation language

Total de visualizações de página

Follow by Email

sábado, 5 de maio de 2012

Humana poesia.



Não sei ao certo quantas palavras repousam sobre as páginas outrora em branco,
Não sei quantos acordes formarão uma canção pura,
Quanto tempo meus sentimentos psicografarão as batidas desse coração...
Nada é perfeito,
Tudo é silêncio enquanto grito por entre as estrofes desses versos,
Tudo é vazio enquanto encho-me de tantos momentos,
E tudo é tão abstrato na intimidade dessas horas,
Acompanhada de intensa imaginação,
Gritantes no peito,
No consciente...Cega razão...

Raquel Luiza da Silva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário