Translation language

Total de visualizações de página

Follow by Email

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Abra a porta!


Há uma porta para cada momento da vida,
Há um quadro pintado nas galerias da mente para cada momento vivido,
Há uma luz diferente para cada olhar,
Há uma frase criativa para cada amor,
Há uma lágrima para cada dor, para cada alegria,
Há uma surpresa na caixinha de valores esquecidos nas dobras da personalidade,
Há uma reação para cada adversidade,
Há uma cor para cada estação do humor,
Há um adeus para cada partida e um seja bem vindo para cada regresso,
Há um sentimento para cada ser, ter e poder,
Há uma variedade de explicações para o inexplicável,
Há um caminho para várias chegadas,
Há um fim para cada início e um início para cada fim,
Há mil e uma razões para sorrir e uma variável inconseqüente para chorar,
Há um sonho tímido escondido em algum lugar, como um presente colorido,
Há sempre alguém a espera de alguém,
Há um infinito existencial a ser explorado,
Abra a porta,
Exponha os quadros,
Deixe á luz seus talentos,
Perca tudo, mas sempre tenha uma frase criativa,
Nunca lute contra uma lágrima,ela sempre terá um porque,
A maior surpresa da vida é vermos o sol anunciando um novo dia,
A reação que se deve ter tem uma forte ligação ao estado de espírito,por isso devemos ter uma preparação constante,
Dar cor á vida é simplesmente pintar as paredes de cada ato sem preocupar-se com as gostas que irão ao chão,
Dizer adeus é deixar partir de forma carinhosa tudo e todos que amamos, assim como seja bem vindo é deixar voltar para nós e em nós tudo o que amamos,
Os sentimentos variados são um teste para nossa paciência, o suficiente para nos enganarmos ou acertamos, de tal forma a entendermos para que servem,
As várias explicações são apenas justificativas que um dia iremos procurar num dicionário, no google..., ou simplesmente em nós mesmos,
Os caminhos são apenas escolhas, com grandes conseqüências,
O fim e o inicio são irmãos incompreendidos, apenas sentidos com intensidades diferentes,
As razões para chorar ou sorrir independem de nós, mas sempre estarão ligadas a nós,
Os sonhos tímidos e escondidos são uma questão íntima que devemos desvendar,
Esperar ou ser o motivo da espera de alguém é o princípio fundamental para a ausência de solidão,
Quanto ao infinito existêncial...Depende unicamente de cada explorador mesmo sabendo que nunca haverá uma resposta exata ou um calculo concluído, sendo apenas uma vontade, uma questão de exploração que depende apenas de um único início...
Abra a porta"...

Raquel Luiza da Silva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário