Translation language

Total de visualizações de página

Follow by Email

terça-feira, 21 de agosto de 2012

Se sou...

Gosto dessa liberdade vadia,
Desse vento que em mim tripudia,
Sou meio assim,
Sou meio assado,
Meio observador,
Meio calado...
Interprete de emoções eloquentes ,
Coisas minhas,
Coisas da gente,
Um grito além do Ipiranga,
Nas palavras escritas,
Todas encobertas como cartas na manga...
Não duvido dos sentimentos,
De quem os prende,
De quem os deixa á seu contento,
Sou do tipo arredio,
Preso a quase tudo, menos á um destino.
E se sou de cores?
De Flores?
De amores?
Faça me um favor...
É assim que sou,
Como toadas livres na surdez de um pensador,
E se sou versos,
Sou quase nada,
Mas sou tudo, nesse silêncio de intrépidas palavras.

Raquel Luiza da Silva.


Nenhum comentário:

Postar um comentário