Translation language

Total de visualizações de página

Follow by Email

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Adeus.



Não direi que o que passou foi ruim
Apenas direi adeus,
As cinzas da lareira não voltarão a ser tronco novamente,
Nem a ferida aberta  fechará-se sem cicatrizes,
O tempo deslizará sobre os ponteiros para que não volte a cometer deslizes,
Não rasgarei os véus de meus templos sagrados,
Nem abarrotarei de tesouros essa vida minha,
Passarei assim, sem ser incomodada, sem ser percebida,
E o que alegra-me a alma, são as doces matizes do fim do dia,
Correndo por entre os dedos do futuro, esse presente que inebria-me,
E quanto ao passado...
Repousará apenas num adeus,
Assim tão passado que não mais voltará aos dias meus.

Raquel Luiza da Silva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário