Translation language

Total de visualizações de página

Follow by Email

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Lógica


Vozes esculpidas nos átrios dessa vida,
O grito que incomoda o silêncio que dorme,
O farfalhar de galhos secos na imensidão da floresta viva,
O céu pintado na descrição eloquente do poeta bêbado,
O sol que curva-se diante da aurora,
A morte que espreita pela janela semi-serrada,
E a lógica disso tudo onde está?
Na mente incomodada que persegue a lógica,
Na poesia que faz-se intensa aos olhos da alma,
No sentido inverso dos versos que nada dizem,
Na boca que vocifera teatralmente tais palavras...
E a lógica onde está? No vazio incômodo,
Em tudo que não tem lógica de nada.



Raquel Luiza da Silva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário