Translation language

Total de visualizações de página

Follow by Email

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Complexidade do simples.



Há um conflito constante nesse vasto mundo que sou,
Sempre em busca do que não sei,
Talvez nunca o saberei...
Existe um quadro na parede,
Existe uma música,
Existe uma fragrância,
Existe um sabor...
Existe um momento,
Um tempo talvez,
Palavras dispostas em fragmentos,
Um espaço entre o que sou, o que fui e o que...
Apenas um espaço...
Ainda sou a figura que grita no espelho,
Que pinta o céu de vermelho,
Que cobre de cinza o tempo de luz ofuscante,
Mas que planta flores ao longo do jardim do tempo,
Que sorri quando cessam a matança e depõem as armas,
Que se arma,
Que se ergue,
Que impera,
Mas que cala-se quando o silêncio é amigo da alma,
Há um conflito constante nesse vasto mundo que sou...
Tão complexo...
Tão... Simples...
Tão...Eu...
E nessa complexidade simples vou seguindo,
Indo, resumindo,
Apanhando pedras pelo caminho,
Construindo castelos,
Construindo sonhos,
Transformando e reformando,
Erguendo-me, depondo-me...
Nesse vasto e complexo mundo que sou...

Raquel Luiza da Silva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário