Translation language

Total de visualizações de página

Follow by Email

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Apenas pó...


Era apenas pó,
Com o toque das mãos do Criador tomou forma,
Com o sopro dos lábios tomou vida,
E ganhou uma companhia tirada de si,
E descobriu junto dela o céu e o inferno,
O paraíso e a terra...
A arte de moldar,
A arte de criar,
A arte de dar a vida...
E a escultura tornou-se escultor,
Imagem e semelhança de quem a criou,
Deteve nas mãos todas as artes,
Na mente todas as imagens,
Porém nunca mais voltou a ver o paraíso,
Tão seu era o ato, tão enorme o precipício...
E a escultura então se resignou,
Aprendeu a viver,
Plantar e colher,
Conviver com a alegria e a dor...
Até voltar a sua real forma,
Ao pó que a gerou...


Raquel Luiza da Silva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário