Translation language

Total de visualizações de página

Follow by Email

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Por descobrir...


Não sei se devo continuar,
Por vezes minha busca se torna absurda,
Por vezes apenas vazia e obscura,
Erguem-se sinalizadores em caminhos imprevisíveis,
Numa busca restrita as minhas vontades, ao impossível.
E não sei se o horizonte que se ergue a minha frente é a escada para alçar vôo,
Ou se será apenas um simples ponto de apoio,
Mas existem coisas que não posso entender,
Nessa ignorância bruta que de mim emana,
Sou caminhante sem rumo,
Não devo parar sem descobrir meu mundo,
Tão vasto de sentimentos,
Inalcançável pela soberania de meus pensamentos,
E se esconde nas entranhas de um peito que a tudo suporta,
Que não se pode tocar com as mãos,
Ainda por descobrir seus caminhos,
É assim esse mundo chamado coração.

Raquel Luiza da Silva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário