Translation language

Total de visualizações de página

Follow by Email

terça-feira, 12 de março de 2013

Tatuagem.


Saudade é um pouco do passado esquecido na gente,
Esquecido em algum canto da casa,
Nas cinzas que voaram com o vento,
No sorriso que não envelheceu,
Na pele sulcada, 
Saudade é a gente esquecido,
Em algum canto,
Em porta-retratos,
Em beijos, 
Em abraços...
Um misto de aromas que ficaram na mente,
Um misto da mente que ficou na gente...
Saudade é o traçado de linhas em velhas cartas,
Traçado de conteúdo em tantas linhas,
Um monte de coisas,
Tantas coisas minhas.
Saudade é a definição do tempo que ficou de fora da cronologia,
Há o tempo que passa,
Há o tempo que vive-se,
Há o tempo que espera.
E há o tempo que  guarda-se,
Que nunca passa,
Que nunca mais vive-se,
Que nunca mais espera-se.
E então  essa saudade, 
Repleta,
Vazia...
Cheia de tempo,
Em todos os tempos,
Feito tatuagem na pele que envelhece,
Que nunca se apaga,
Em letras negras, com aroma de tantas tardes...
Lê-se esse tempo...
Tempo, saudade.


Raquel Luiza da Silva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário