Translation language

Total de visualizações de página

Follow by Email

domingo, 24 de junho de 2012

Silenciosa companhia.




Ainda tenho algumas respostas...
...Enquanto maioria das pessoas possuem algumas perguntas,
Não sei se vai chover hoje,
Mas amanhã sei que fará sol,
Tenho algumas moedas nos bolsos, pela casa...
Não tenho dinheiro algum que me possa comprar sonhos,
Vi pela janela cortejos fúnebres passarem,
Ouvi no apartamento ao lado o bebê a chorar, talvez quisesse apenas um pouco de leite...
Enquanto uma sombra esgueirava-se e roubava meus pertences, matéria...
Acenei para as pessoas que olhavam-me por entre as cortinas,
Toquei uma canção que não me sai da cabeça,
Um pouco de vinho me fará bem,trará um pouco de alegria á alma...
Quiseram libertar-me a alma, deram-me panfletos dizendo que Deus residia em algum lugar,
Não sei, tenho medo de não encontrar um Deus que tem morada fixa,
Ontem senti vontade de dançar, não sei dançar...
O anel que usava escorregou-me do dedo, não sei onde está...
Fiz algumas alianças, desfiz algumas alianças...
Do jornal recortei algumas palavras, não tinha mais nada ali de valor...
Deixei a mesa posta, jantarei sozinha novamente...
Sozinha não!
Apenas a solidão e eu.
Apenas nós.
Apenas sozinha,acompanhada pela solidão.

Raquel Luiza da Silva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário