Translation language

Total de visualizações de página

Follow by Email

sexta-feira, 8 de junho de 2012

Palco da vida.




A voz calou-se no ultimo ato...
Quando as cortinas enfim baixaram,
Senti-me tão só diante daquele mundo,
Diante dos aplausos,
Diante do silêncio que em mim dormitava,
Eu estava ali,
Atrás das cortinas...
Outrora encenava uma peça,
Como alguém que vive...
...Pelas ruas...
...Pelos caminhos...
...Pelo tempo...
...Pelo vento...
...Pelo nada...
Tão sóbrio na embriagues insana da procura de respostas...
Vontade e ansiedade impregnadas nas veias,
Existência oculta.
Tentando escalar tantos montes invisíveis diante de meus olhos, na busca de alguma resposta...
Para tantas perguntas.
eu estava ali...
Atrás das cortinas...
Aguardando o próximo ato.
Os próximos aplausos,
Enquanto a vida...
A vida seguia seu rumo,
Tão linda e bela,
Plena e singela.
Como no primeiro dia que ecoei meu primeiro choro.

Raquel Luiza da Silva.

4 comentários: