Translation language

Total de visualizações de página

Follow by Email

sábado, 16 de abril de 2011

Poema da falta de inspiração.


Se hoje eu tivesse inspiração comporia um poema,
Sem mágoas,
Sem tristezas,
Talvez sem rimas para não dar uma conotação triste a algumas linhas,
Algo diferente,
Talvez uma aleatória sorte,
Nem de vida, nem de morte,
Traria a tona alguns inesperados desejos,
Algo simples,
Que não se tornasse enfadonho quando leio,
Talvez que trouxesse aos olhos uma surpresa crescente,
Algo novo,
Que falasse de alguém ou de tanta gente,
Um poema acima de qualquer suspeita,
Cheio de perfeição,
Como nunca se viu no plano dessa imperfeita criação,
Tão doce,
Tão belo,
Tão cheio de vazio, como pelas ruas tantas noites de sexo,
Seria um poema,
Mais um poema que traria partes de mim e de tanta gente que desconheço,
Mesmo do tipo que traz a vida e suas vestes ao averso,
Um certo empenho da mente,
Que não mente,
Carregado de valores pendentes,
Seria um belo poema,
Sem rimas,
Em poucas linhas,
Mas talvez seria em vão,
Porque apesar de ter mil e um poemas,
Nesse momento que me vale os sentimentos, me falta toda inspiração.

Raquel Luiza da Silva.

2 comentários: