Translation language

Total de visualizações de página

Follow by Email

segunda-feira, 31 de março de 2014

Janelas.




Eram  janelas,
Apenas um par de janelas...
Não se pode descrever sua amplitude,
Não se pode descrever ou  ignorar suas verdades...
Alguns as temiam abertas,
Outros as temiam fechadas.
Outros notavam apenas a fachada.
Mas, se observassem com maior tranquilidade, talvez algo notassem.
E outros poucos, percebiam na doce beleza de cores áureas, 
Cristalinos de reflexos estupendos...
Que tais janelas, refletiam a alma.

Raquel Luiza da Silva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário