Translation language

Total de visualizações de página

Follow by Email

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Ressurreição.



Onde estou agora?
Perdida entre mundos,
Entre o que foi-se com correr do tempo,
Entre o que ficou com o tardar das horas.
Encontrando-me em velhas gotas de tinta,
Perdendo-me nessas páginas de vida sucinta, ao romper da mortuária luz da aurora.
E a fragilidade dessa alma sôfrega,
Que perambula por entre amores invisíveis,
Rouba o brilho e a virtude de suas coirmãs sensíveis,
E das bocas vermelhas,
E de seus pecados,
Doces deslizes.
Onde estou agora?
Perdida entre mundos,
Entre a venialidade e a insensatez,
Despida em algum Éden,
sem a moralidade da primeira vez.
Diga-me tu onde estou agora...
Talvez como tantos não possa,
Ver-me por entre mundos,
Ressurreta nestas gotas de tinta,
Refletida na mortuária luz da aurora.


Raquel Luiza da Silva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário